Thursday, June 09, 2005

Operadores Argumentativos

Operador Argumentativo é um morfema que, aplicado a um conteúdo, transforma as potencialidades argumentativas desse conteúdo (cf. Moeshler, 1985, p. 61-2, citado por Marlene Teixeira)

Os operadores argumentativos mais relevantes são: demais, mais, até, até mesmo, nem mesmo, pelo menos, apenas, pouco, um pouco, ainda, já, na verdade e aliás.

DEMAIS: argumenta que o objeto ou ser a que se refere "extrapola os limites", portanto, argumenta negativamente.

MAIS: argumenta que o fato é recorrente.

ATÉ: Institui uma escala de valores. O objeto a que se refere pode estar no topo da lista ou no final. Transmite a avaliação do autor e direciona o ponto de vista do leitor.

APENAS: estabelece uma noção de tempo e pode instituir uma justificativa para um comportamento.

ATÉ MESMO: Argumenta positiva- e negativamente. Refere-se a algo que detem mais importância pelo acréscimo ou pela falta de algo ou alguém.

POUCO / UM POUCO: Entre os dois operadores há uma distância. Se o autor aforma que algo é pouco não há uma argumentação tão forte quanto em um pouco. Um pouco pode argumentar negativa e positivamente.

AINDA: Aqui há dois sentidos possíveis. Um denota excesso temporal, ou seja, já passou do tempo. O outro, introduz mais um elemento no discurso.

JÁ: Pode marcar uma antecipação ou uma mudança de estado. Pode também marcar uma urgência em relação a algo.
Quando "já" possui valor de "enquanto", ele trata de duas coisas paralelas. Tornando-se nesse caso um conector e não um operador argumentativo.

NA VERDADE: Introduz a versão final de um argumento, apresenta uma nova versão, ou contrapõe dois argumentos.

ALIÁS: Introduz um argumento decisivo. Uma espécie de "golpe final".

Esses aspectos não são en

1 Comments:

Blogger marlene said...

A descrição de "pouco" e "um pouco" poderia ser retomada.

7:16 AM  

Post a Comment

<< Home